Tags

O ponto de partida do seu roteiro de viagem.

Hotéis

Como os hotéis-cassino estão funcionando na reabertura de Las Vegas

Fontes de águas dançantes acionadas. Roletas rodando. Máquinas caça-níquel tilintando. Até os sósias do Elvis Presley têm aparecido para fazer algumas fotos. Aos poucos, a vida em Las Vegas, nos Estados Unidos, com muitas de suas experiências funcionando a todo vapor, vai voltando ao normal. Ou, pelo menos, quase isso.

Boa parte dos hotéis-cassino da cidade reabriu as portas em 4 de junho. Entre eles, Wynn, Bellagio, MGM Grand, New York-New York, Caesars, Rio, Circus Circus, The D, Golden Nugget, Planet Hollywood e Venetian. O movimento não é o mesmo de outros tempos, mas já é possível ver muita gente circulando pela Strip, a avenida mais famosa da cidade, e também em Downtown.

A reabertura de Las Vegas é vista como fundamental para a sobrevivência de estabelecimentos e profissionais ligados ao turismo, já que a região praticamente vive dos visitantes. No entanto, até mesmo a Cidade do Pecado teve de se adaptar a uma nova realidade, que envolve distanciamento social e doses reforçadas de proteção em relação à saúde.

Quem não quiser jogar presencialmente pode apostar por meio de cassinos online confiáveis, como o KTO. Uma das vantagens é que os usuários podem aproveitar uma série de benefícios exclusivos, como o KTO casino bonus.

A reabertura de Las Vegas

Enquanto o Las Vegas Convention and Visitors Authority, órgão oficial de turismo da cidade, lançou no site oficial de Las Vegas a campanha de conscientização #VegasSmart, com recomendações simples de práticas de saúde necessárias para o turismo responsável, os hotéis-cassino vão adotando suas próprias diretrizes de segurança e higienização.

Com capacidade reduzida, os estabelecimentos estão incentivando distanciamento de pelo menos dois metros, uso de máscara, lavagem frequente de mãos e busca por atendimento médico caso tenha suspeitas de covid-19 antes de sua viagem.

Alguns hotéis-cassino, como o Venetian e o Bellagio, equiparam alguns quartos com um pacote que inclui sanitizadores, máscaras, luvas e desinfetantes. Outros, a exemplo do Wynn e do Encore, instalaram câmeras de checagem de temperatura em diversos ambientes.

Limites nos cassinos

A imagem de glamour dos cassinos foi uma das mais afetadas na reabertura de Las Vegas. O Gaming Control Board, órgão regulador de jogos na região, impôs uma série de limites. como três jogadores, no máximo, nas mesas de blackjack, e quatro nas roletas.

As máquinas de caça-níquel tiveram que ser afastadas, para evitar aglomeração. As salas de pôquer, por sua vez, estão fechadas – mesmo porque a dinâmica do jogo não permite o uso de máscara. O uso do artefato, por sinal, é incentivado o tempo todo, e os turistas só devem tirá-lo para beber algo enquanto arriscam a sorte.

Em muitos hotéis-cassino, como o MGM Grand, foram instaladas nas mesas de jogo barreiras de plástico transparente que separam os crupiês dos jogadores. Nas mesas de roleta do Wynn, as bolinhas e outros materiais são higienizados toda vez que um novo dealer entra em um jogo. Outros hotéis-cassino, como o Venetian, afirmam estar limpando com alta frequência todos as áreas públicas.

Pool parties, baladas e shows cancelados

Com os termômetros em Las Vegas passando dos 40 graus durante a primavera e o verão na árida região desértica em que a cidade foi construída no estado de Nevada, muitos turistas aproveitavam esses períodos do ano para curtir as famosas pool parties (festas na piscina). Este ano, porém, elas estão canceladas.

Refrescar-se nas piscinas, porém, é algo possível em diversos hotéis-cassino. As do Wynn e Venetian estão abertas, e ambos os hotéis alegam que estão reforçando os cuidados com higienização, sobretudo no que se refere às toalhas distribuídas aos banhistas. Barracas e espreguiçadeiras também foram espaçadas.

Quando a noite cai, o jeito é se entreter com as atrações em áreas abertas da Strip, a exemplo da fonte de águas dançantes do Bellagio, que está na ativa. Afinal, as baladas e os famosos shows locais, como os do Cirque du Soleil, seguem suspensos nesta etapa inicial da reabertura de Las Vegas.

Restaurantes, lojas e estacionamentos

Boa parte das lojas e dos restaurantes de Las Vegas já reabriu. Nem sempre os estabelecimentos de um mesmo hotel-cassino, porém, estão funcionando ao mesmo tempo. Principalmente no caso dos restaurantes, Os que operavam em sistema de bufê, por sinal, tiveram que mudar de estratégia e estão servindo pratos à la carte.

Em meio a todas essas restrições, há uma boa notícia – além do fato de que a cidade está bem mais vazia do que de costume: os estacionamentos de quase todos os hotéis-cassino estão abertos gratuitamente. Antes da pandemia, chegava-se a pagar US$ 18 para deixar o carro em um deles.

E é assim que Las Vegas tenta voltar ao normal. Mesmo que normalidade nunca tenha sido algo comum por lá.

50 fotos espetaculares de Las Vegas

Confira no álbum 50 fotos de Las Vegas.

 

    Informativo

    Cadastre-se e receba com exclusividade nossos conteúdos.