Crédito:

O que é necessário para dirigir na Flórida

3 de julho de 2016

Por Paulo Basso Jr.

A carteira de habilitação brasileira válida pode ser usada pelo turista na Flórida durante o tempo de permanência concedido pela imigração dos EUA. Quem quiser também pode tirar a carteira internacional (cheque no Detran de seu Estado onde tirá-la), mas não é necessário.

Os automóveis norte-americanos têm câmbio automático. Se você nunca dirigiu um veículo desse tipo, adote os seguintes procedimentos: pise no freio ao dar a partida e mova o câmbio até a letra D (drive), para arrancar. A letra R (rear) é a ré; a P (park) é para estacionar; e a N (neutral) é o ponto morto.

Outras dicas importantes: se chover, ligue o farol baixo. Nos cruzamentos sem semáforo, passa quem chegar primeiro, organizadamente. Caso haja semáforos, você pode dobrar à direita mesmo que o sinal esteja fechado, desde que não venham carros ou pedestres.

Repare sempre nas faixas das ruas e estradas, pois elas são organizadas e o levam a lugares diferentes. Nas rodovias, as placas indicam o sentido da estrada: N (norte), S (sul), E (leste) e W (oeste). Fique atento ao limite de velocidade – calculada em milhas.

Combustível
Os postos de gasolina são chamados de plazas nas estradas da Flórida. A gasolina mais barata é a regular unleaded (comum). Use-a sem problemas.

Nos EUA, não se compra combustível por litro, e sim por galão. Na hora de abastecer, indique o número da bomba ao funcionário da lojinha de conveniência e pague em dinheiro ou cartão de crédito. Depois, pegue a mangueira correspondente ao combustível que você deseja colocar no carro, aperte um botão ou levante uma alavanca para soltá-la da bomba (cada posto tem seu sistema) e abasteça normalmente.

Caso haja troco, basta avisar ao funcionário o quanto a bomba registrou a menos que você pagou.

Pedágios
A maior parte das estradas da Flórida têm pedágios, e você paga pelo tercho percorrido. As cabines são identificadas como Exact Change Only, para quem tiver o dinheiro trocado, e Change and Receipts, para quem precisa de troco ou de recibo.

Placas avisam quando há postos de pedágio, qual o valor da cobrança e a qual pista você deve se direcionar. Não são aceitos cartões de crédito e moedas estrangeiras.

Caso pretenda ir de carro para cidades vizinhas, ande sempre com dinheiro trocado, pois pode acontecer de se deparar com pedágios sem atendentes e dotados com máquinas que não aceitam cartões de crédito internacionais.

Miami-Orlando
As estradas que os brasileiros mais usam quando vão à Flórida são as que ligam Miami a Orlando. Caso não queira passear por outras cidades da região, viaje pela Florida Turnpike, por onde se tem o acesso mais rápido (cerca de 400 km).

A partir do local onde ficam as locadoras de carro em Miami, próximo ao aeroporto, é preciso pegar a rodovia 836 para chegar a Turnpike. Preste atenção nas placas, porque há um trecho com diversos acessos e, caso você erre algum, pode ir parar no litoral da Flórida. Dessa forma, conhecerá lugares lindos, mas alongará muito a sua viagem.

Por isso, a não ser que esse seja o objetivo, evite a rodovia I-95 depois que já estiver na Turnpike. Ao chegar a Orlando, pegue a rodovia Interstate 4 (I-4), sentido Tampa (West), para seguir em direção à International Drive e aos parques temáticos.