Crédito: Pixabay

Cafés da manhã para curtir o inverno em destinos fluminenses

15 de agosto de 2019

Por Redação

Quando a temperatura cai, nada melhor do que ter boas opções de cafés da manhã para curtir o inverno. Em pousadas e passeios do estado do Rio de Janeiro, a refeição é destaque da programação, com uma seleção irresistível de quitutes, servidos em ambientes aconchegantes e charmosos.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Cafés da manhã para curtir o inverno

Pousada Tankama

O Vale do Cuiabá, a 25 minutos do centro de Itaipava, é a localização desta pousada com charmosos chalés de madeira. O café da manhã é servido em um salão especial para a refeição, que conta com um pergolado externo com vista para o jardim.

Comidas como omeletes, mingau de milho com coco e croque monsieur são servidos ali, assim como bolos, geleias, coalhada feita na casa e pães orgânicos trazidos do vizinho Sítio do Moinho.

LEIA MAIS: POUSADA PORTO MARE, EM MARESIAS, TEM PROMOÇÕES PARA AGOSTO
POUSADA JARDIM DA MANTIQUEIRA É OPÇÃO PARA QUEM VAI A MONTE VERDE

Solar do Império

No casarão de 1875, em Petrópolis, o café é servido em um salão com paredes pintadas à mão pelo artista Dominique Jardy. O menu, completíssimo, inclui panquecas, ovos beneditinos e a famosa “torrada Petrópolis”, que vem com ovo e queijo gratinado.

O waffle de pão de queijo, versão da receita na qual a massa do waffle leva queijo e polvilho azedo, é imperdível. O preço para não hóspedes é R$ 55, com tudo incluso.

Fazenda Bananal

A 7 km do centro de Paraty, a fazenda oferece uma experiência única de agro turismo sustentável em meio à Mata Atlântica. O café da manhã, servido nos fins de semana e feriados, traz o gostinho do campo à mesa, com ovos, queijos, iogurte, geleias e compotas feitas com produtos da fazenda. Tudo isso, acompanhado de pães, tapiocas, croissants e outros quitutes.

Para beber, há chocolate quente e café especial coado com caldo de cana. Custa R$ 40 por pessoa.

As melhores comidas e bebidas para provar em outros países

Nos restaurantes alemães, o negócio é sempre pedir um joelho de porco e uma daquelas canecas enormes de cerveja. Já na Irlanda, todos os pratos ficam ainda mais gostosos ao lado de um pint da tradicional Guinness. Portugal e Holanda se destacam quando o assunto é sobremesa, já que conquistam viajantes do mundo inteiro com o pastel de Belém e o stroopwafel. Conheça as melhores comidas e bebidas para provar em outros países.

  • O stroopwafel é uma das joias da cultura holandesa. O doce é uma espécie de bolacha waffle macia recheada com caramelo. Vai muito bem com um cafezinho ou chá
  • Se você for à Irlanda, não deixe de fazer uma parada em um pub para tomar ao menos um pint (copo com cerca de meio litro) de Guinness. A cerveja stout é um dos ícones do país
  • O peixe frito com batatas é um dos pratos mais famosos da Inglaterra. Basta entrar em qualquer pub ou restaurante para encontrar a opção fish n chips no cardápio
  • Quem vai ao Peru não pode deixar de experimentar o ceviche. Os cubinhos de peixe com notas cítricas são extremamente saborosos
  • O pastel de nata é uma das grandes estrelas do bairro do Belém, em Lisboa, Portugal. No Brasil, ele é mais conhecido como pastelzinho de Belém
  • Crédito: avlxyz via Visualhunt / CC BY-SA
    O croque monsieur é basicamente um pão tostado com molho bechamel, presunto e queijo derretido (ou gratinado). É uma das muitas delícias gastronômicas encontradas na França
  • Crédito: Reprodução
    No arquipélago africano de Seychelles, o destaque fica por conta do rum Takamaka. A bebida destilada é produzida com um açúcar orgânico que cresce em quatro regiões da ilha de Mahé e é cultivado por cooperativas independentes de fazendeiros
  • Alguns historiadores acreditam que a batata frita é uma invenção belga. Crocantes por fora e macias por dentro, as porções são vendidas na rua e servidas em cones de papel
  • Crédito:
    No Canadá, a batata frita é servida de forma diferente: coberta com queijo e caldo de carne. O prato típico é conhecido como poutine
  • A apple pie (torta de maçã) dos Estados Unidos é divina. Quem quiser partir para algo salgado pode parar em uma lanchonete para comer um hambúrguer acompanhado de milk-shake
  • Crédito: Muffet via Visual Hunt / CC BY
    Comum na Rússia e na Ucrânia, a sopa borscht é feita com beterraba, batata, cenoura, repolho e pedaços de carne
  • A comida tradicional do México é mais caliente do que a maioria das opções encontradas no Brasil. Não deixe de provar os famosos tacos, nachos e burritos
  • Salgado e amargo, o vegemite é feito com levedura de cerveja. A galera da Austrália e Nova Zelândia gosta de passar a pasta no pão torrado
  • Na Itália, é praticamente impossível achar uma comida que não seja maravilhosa. As formiguinhas de plantão precisam experimentar os tradicionais sorvetes (gelatto) do país
  • O jamón é uma das atrações gastronômicas mais famosas da Espanha. Vale a pena comprar sanduíches feitos com o presunto curado
  • O pierogi é uma espécie de pastelzinho típico da Polônia. A receita original é recheada com batata, queijo e cebola, mas também dá para encontrar variações com carne e ervas
  • O esquema na Alemanha é pedir um joelho de porco acompanhado de boas canecas de cerveja. O pretzel também é bem tradicional por lá