Crédito: Divulgação

Busch Gardens anuncia estreia de montanha-russa

5 de abril de 2019

Beatriz Ceschim

A Tigris, nova montanha-russa do Busch Gardens Tampa Bay, pertinho de Orlando, já tem data de inauguração: 19 de abril. A estrutura dará vida à atração do gênero com o arremesso mais rápido da Flórida.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

A montanha-russa fará os visitantes encarar voltas e loopings, com movimentos de ida e volta. Com uma temida subida de 45 metros, inclui descidas radicais e um giro no próprio eixo, tudo numa velocidade de 100 km/h. Serão 550 metros de trilhos de aço feitos para imitar a rapidez de um tigre.

LEIA MAIS: PARQUE RADICAL BUSCH GARDENS, EM TAMPA, GANHARÁ NOVAS ATRAÇÕES
CONHEÇA OS PARQUES DE DIVERSÕES DE ORLANDO

A Tigris se juntará a outras montanhas-russas estimadas pelo público no Busch Gardens. Dentre elas estão a Sheikra, com sua queda vertical de tirar o fôlego, a Cheetah Hunt, a mais longa do parque, e a Montu, com loopings e arrancadas até cerca de 100 km/h.

Confira o vídeo da Tigris, no Busch Gardens

Conheça outras Montanhas-russas de Orlando

  • Crédito: Divulgação
    Montanhas-russas de Orlando - Mako, SeaWorld - Esta é a mais alta, mais rápida e mais longa montanha-russa de Orlando. São 61 metros de altura (algo como um prédio de 20 andares), 118 km/h de velocidade máxima e 1.451 metros de extensão (semelhante a 15 campos de futebol)
  • Crédito: Divulgação
    Mako, SeaWorld - O projeto visa colocar os aventureiros na pele de uma das espécies de tubarões mais rápidas do mundo. Seus movimentos podem ser sentidos nas nove subidas seguidas de descidas íngremes, nas quais se sente a ausência da gravidade.
  • Crédito: Divulgação
    Manta, SeaWorld - O objetivo da atração é simular voos, mergulhos e trajetos sinuosos realizados por uma arraia da espécie Manta. O grande barato aqui é que todo mundo brinca com o corpo voltado para baixo, como se estivesse voando
  • Crédito: Divulgação
    Manta, SeaWorld - Os movimentos em geral são suaves, mas há sensações inovadoras, como o frio na barriga causado pelo looping inverso
  • Crédito: Divulgação
    Expedition Everest, Disney's Animal Kingdom - A brincadeira aqui é fazer uma expedição no Monte Everest a bordo de uma réplica dos trenzinhos comerciais que exploravam a região antigamente. Tecnológica, a atração leva todos ao encontro do Yeti, uma espécie de Abominável Homem das Neves
  • Crédito: Divulgação
    Expedition Everest, Disney's Animal Kingdom - Trechos em que o carrinho anda de ré, efeitos especiais e descidas gostosas fazem parte da brincadeira. Desde 2016, a montanha-russa passou a ficar aberta até de noite, assim como diversas outras atrações no Animal Kingdom, que antes fechava mais cedo
  • Crédito: Divulgação
    Seven Dwarfs Mine Train, Magic Kingdom - Um trecho da brincadeira rola em um ambiente fechado, em que aparecem projeções coloridas. A famosa música da animação também toca durante o trajeto
  • Crédito: Divulgação
    Seven Dwarfs Mine Train, Magic Kingdom - Inspirada na história de "Branca de Neve e os Sete Anões", esta montanha-russa infantil tem descidas levinhas e curvas divertidas
  • Crédito: Divulgação
    Kraken, SeaWorld - De estilo clássico, esta montanha-russa tem sete inversões, quedas de quase 50 metros – algo como um prédio de 15 andares – e parafusos para todos os lados. Ele também foi reformulada e agora oferece uma experiência em realidade virtual 
  • Crédito:
    Kraken, SeaWorld - Todo mundo viaja com os pés soltos na atração, que tem como tema um monstro marinho.
  • Crédito:
    Cheetah Hunt - Busch Gardens - Esta montanha-russa deliciosa foi projetada para proporcionar a sensação de correr como um guepardo, o animal mais rápido do mundo.
  • Crédito: Divulgação
    Cheetah Hunt - Busch Gardens - Um sistema faz com que o trenzinho arranque de 0 a 100 km/h em poucos segundos. Isso ocorre três vezes ao longo do trajeto. Apesar dos movimentos rápidos, tanto em subidas quanto em descidas, não é uma atração para se temer, e sim curtir
  • Crédito: Divulgação
    SheiKra - Busch Gardens - Esta é a montanha-russa mais alta do parque situado em Tampa. O trajeto é rápido, mas a emoção bate forte. Isso porque, na primeira queda, o carrinho trava com todo mundo olhando para baixo antes de despencar a 90º
  • Crédito: Divulgação
    SheiKra - Busch Gardens - Após a queda livre todo mundo arranca a 112 km/h, gira de cabeça para baixo enquanto faz uma curva, invade uma área com água, encara uma segunda queda de 42 metros a 80º, entra em um túnel subterrâneo e faz uma curva que sobe girando 360º
  • Crédito: Divulgação
    Kumba - Busch Gardens - Montanha-russa clássica e longa, que começa com uma subida aterrorizante seguida de uma descida em curva. O que mais pega aqui são os parafusos seguidos, que fazem algumas pessoas se sentirem mal e, outras, se divertirem
  • Crédito: Divulgação
    Montu - Busch Gardens - Aqui, a galera se diverte com as pernas soltas no ar, com o corpo preso apenas do tronco para cima. Os movimentos são bruscos, o que provoca dores de cabeça em alguns participantes
  • Crédito: Divulgação
    Incredible Hulk Roller Coaster, Islands of Adventure - Renovada em 2016, esta montanha-russa começa com uma grande arrancada e segue em alta velocidade até o fim. Um estrondo durante a partida leva a adrenalina lá para cima
  • Crédito: Divulgação
    Incredible Hulk Roller Coaster, Islands of Adventure - Durante o percurso, há sete inversões e dois trechos subterrâneos. Isso sem contar os diversos loopings e acelerações que levam o trenzinho a 108 km/h
  • Crédito: Divulgação
    Hollywood Rip Ride Rockit, Universal Studios - O grande barato aqui é que você escolhe o som que deseja ouvir durante o trajeto. O processo rola no início da brincadeira, em uma tela localizada à frente do assento. O melhor de tudo é que não há fones e, mesmo assim, você não escuta o som de quem vai ao seu lado
  • Crédito: Divulgação
    Hollywood Rip Ride Rockit, Universal Studios - A primeira subida é em 90º. Depois, há diversas manobras legais, como um looping invertido, partes do trilhos que imitam o formato de símbolos musicais e movimentos em espiral com gravidade negativa. O trenzinho atinge quase 60 m de altura e 108 km/h
  • Crédito: Divulgação
    Flight of the Hippogriff, Islands of Adventure - Hagrid, o guarda-caça de Harry Potter, é a estrela desta montanha-russa para crianças. Um dos grandes baratos de brincar nela é poder ver o Castelo de Hogwarts de ângulos diferentes
  • Crédito: Divulgação
    Rock 'n' Roller Coaster Starring Aerosmith, Disney's Hollywood Studios - Inspirada na banda de rock Aerosmith, esta é, para muitos, a melhor montanha-russa da Disney. Não é radical, mas tem um looping e começa com uma grande arrancada
  • Crédito: Divulgação
    Rock 'n' Roller Coaster Starring Aerosmith, Disney's Hollywood Studios - O trajeto todo rola no escuro e há diversas luzes de néon. E o melhor de tudo é que você escuta um rock'n roll durante o percurso
  • Crédito: Divulgação
    Space Mountain, Disney's Magic Kingdom - A atração é antiga e alcança até 45 km/h em determinadas situações. São curvas leves, onde dá para ir com crianças maiores e dar algumas risadas. Vale pela tradição
  • Crédito: Divulgação
    Cobra's Cruise - Busch Gardens - Depois de passar por uma fila em que você pode observar algumas das cobras mais perigosas do mundo, é hora de encarar essa brincadeira que, apesar do tema, é infantil
  • Crédito: Divulgação
    Cobra's Cruise - Busch Gardens - Cada carrinho tem capacidade para quatro passageiros e foi projetado para girar em seu próprio eixo, atingindo a velocidade máxima de 64 km/h. Durante o trajeto, que começa com uma subida vertical até 21 metros de altura, há alguns trechos percorridos de ré
  • Crédito: Divulgação
    Revenge Of The Mummy, Universal Studios - Montanha-russa no escuro. Apesar de antiga, ainda provoca arrepios. Sustos, elevação de temperatura, movimentos de costas, curvas em alta velocidade... A diversão é garantida por aqui