Crédito: VisualHunt.com

República Checa: o que fazer na região da Boêmia do Sul

19 de junho de 2019

Por Redação

Além de Praga, a República Checa conta com inúmeras atrações e destinos para serem descobertos. A região da Boêmia do Sul, por exemplo, é um local que atrai turistas de diversos locais por conta de seu história, sua cultura e seus encantos.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Região da Boêmia do Sul

Divulgação
Vista de Cesky Krumlov | Divulgação
Vista de Cesky Krumlov

Český Krumlov

Český Krumlov funciona como porta de entrada para a Boêmia Sul. Ela oferece um conjunto histórico no centro da cidade, uma extensa coleção de Egon Schiele, um atelier fotográfico e também um dos mais belos castelos e palácios da República Checa.

O layout original do castelo e a instalação de seus interiores refletem a evolução de sua construção entre os séculos 14 e 19. Por isso, o local é uma construção medieval e uma residência da Renascença ao mesmo tempo.

LEIA MAIS: 4 LUGARES PARA CONHECER NA REPÚBLICA CHECA
CIDADE NA REPÚBLICA CHECA TEM CARA DE CONTO DE FADAS

Atualmente, este complexo oferece inúmeras atrações para os turistas. Uma boa opção é visitar, além das rotas tradicionais, a exposição do Museu do Castelo ou a torre do palácio. Na ferraria é possível experimentar o trabalho com ferro fundido, orientado por um ferreiro experiente. Outra opção é ver o fosso dos ursos. Atualmente, Sua Majestade, a ursa Maria Teresa, mora lá.

Outras atrações 

Vale dar um passeio pelo Centro da cidade, que é cercado pelo rio Moldava e conectado por três pontes com as outras áreas urbanas. Também é possível ver construções em estilos gótico, renascentista e barroco. É o caso da ampla fachada da câmara municipal renascentista ou o poço de pedra hexagonal que data do século 14 e que rodeia a Coluna da Peste de Nossa Senhora.

Para os visitantes mais corajosos, uma boa opção é visitar o Museu da Lei da Misericórdia, com a exibição de figuras macabras. Já as crianças ficarão encantadas com a Casa das Fábulas, que exibe trezentas marionetes históricas.

Ainda na região, vale conhecer o outro distrito histórico, chamado Latrán. Ele está localizado na área abaixo do palácio, ao Norte da cidade.

Divulgação
Barragem de Lipno é atração para turistas | Divulgação
Barragem de Lipno é atração para turistas

Barragem de Lipno

O reservatório de Lipno é o maior de seu tipo na República Checa. Este gigantesco lago, localizado na natureza de Šumava, é um destino favorito para os amantes de férias ativas. Durante a temporada de verão, dá para andar de bicicleta, patinete windsurf, velejar, tomar banho ou simplesmente descansar em uma das praias de Lipno.

Nas águas navegam iates, barcos à vela e jet skis. É possível alugar um catamarã ou pedalinho e desfrutar de um passeio exclusivo pelo lago. Os centros de verão em Lipno, como Frymburk ou Černá v Pošumaví, oferecem todas as comodidades necessárias para uma estadia agradável.

Divulgação
Aldeia de Holasovice encanta os turistas | Divulgação
Aldeia de Holasovice encanta os turistas

Holasovice

A aldeia de Holašovice, localizada no meio de uma paisagem harmoniosa da Boêmia do Sul, é talvez a cidade mais charmosa da República Checa. O orgulho daqui são as fachadas de fazendas barrocas ao redor da ampla praça.

Holašovice manteve o mesmo número de fazendas ao longo dos seus 800 anos de existência. Até hoje dá para ver 17 casarios com granjas e estábulos, uma oficina de ferreiro, duas cervejarias e uma pequena capela de São João Nepomuceno.

A cidade, no entanto, não é um museu etnográfico ao ar livre. A maioria das casas é habitada e o povo local organiza eventos culturais, entre os quais se destacam o Carnaval, o Festival de Maio, em abril, ou o Festival Rural, com uma antiga feira da Boêmia.

Divulgação
Vista do Palácio de Hluboká nad Vltavou | Divulgação
Vista do Palácio de Hluboká nad Vltavou

Palácio de Hluboká nad Vltavou

O palácio de Hluboká é o destino ideal para excursões na Boêmia do Sul. O local reúne história, romantismo e atividades físicas.

O palácio, que deve sua aparência atual aos nobres de Schwarzenberg, tem 140 quartos, 11 torres e oferece vários passeios. Ao visitá-lo é possível admirar as luxuosas câmaras privadas e salas de estado que têm paredes esculpidas, mobiliário elegante, lustres de cristal e grandes coleções de pinturas, prata, porcelanas e Gobelin.

Vale ir até o mirante da torre, de onde é possível dar uma olhada na cozinha do palácio. Ela exibe muitas amostras de utensílios de cozinha preservados, do final do século 14 até o início do século 20.

Já no salão de equitação, os viajantes conseguem admirar as exposições de arte gótica da Boêmia do Sul e obras de mestres holandeses que estão expostas na Galeria Aleš da Boêmia do Sul.

República Checa

Na galeria, confira 30 fotos incríveis das cidades e dos cenários naturais da República Checa.

  • Crédito: UPVISION/CzechTourism
  • Crédito: UPVISION/CzechTourism
  • Crédito: UPVISION/CzechTourism
  • Crédito: UPVISION/CzechTourism
  • Crédito: UPVISION/CzechTourism
  • Crédito: UPVISION/CzechTourism
  • Crédito: Pavel Gabzdyl/ CzechTourism
  • Crédito: Pavel Gabzdyl/ CzechTourism
  • Crédito: Pavel Gabzdyl/ CzechTourism
  • Crédito: Pavel Gabzdyl/ CzechTourism
  • Crédito: Jiří Kružík/CzechTourism
  • Crédito: Jiří Kružík/CzechTourism
  • Crédito: Jiří Kružík/CzechTourism
  • Crédito: Jiří Kružík/CzechTourism
  • Crédito: UPVISION/CzechTourism
  • Crédito:
    UPVISION/CzechTourism
  • Crédito:
    UPVISION/CzechTourism
  • Crédito:
    UPVISION/CzechTourism
  • Crédito:
    UPVISION/CzechTourism
  • Crédito: Michal Vitásek/CzechTourism
  • Crédito: Michal Vitásek/CzechTourism
  • Crédito: Michal Vitásek/CzechTourism
  • Crédito: Jan Strakoš/CzechTourism
  • Crédito: Jan Strakoš/CzechTourism
  • Crédito: Milan Drahoňovský/CzechTourism
  • Crédito: Milan Drahoňovský/CzechTourism
  • Crédito: Pavel Ouředník/CzechTourism
  • Crédito: Pavel Ouředník/CzechTourism
  • Crédito: Libor Sváček/CzechTourism
  • Crédito: Ladislav Renner/CzechTourism