Azul anuncia intenção de compra da Avianca Brasil

11 de março de 2019

Por Leo Alves

A Azul divulgou nesta segunda-feira (11) que assinou um acordo de compra da Avianca Brasil. A proposta inicial é de US$ 105 milhões, e envolve a compra de 30 aeronaves Airbus A320, além da compra de certos ativos, como o certificado de operador aéreo e 70 pares de slots – permissão de pousos e decolagens em alguns aeroportos.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Compra da Avianca: processo

O objetivo da proposta é criar uma Unidade Produtiva Isolada (UPI), de acordo com a Lei de Falências e Recuperação Judicial. Apesar do interesse da Azul, o acordo só pode ser efetivado se for aprovado pelos órgãos reguladores e pelos credores da Avianca. O processo de recuperação judicial também precisa ser encerrado para que a compra seja concretizada. A expectativa é que o processo demore cerca de três meses.

Recuperação judicial

A Avianca Brasil está em recuperação judicial desde o final de 2018, por conta de dívidas com empresas de leasing e aeroportos. Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, a companhia aérea estaria devendo mais de R$ 100 milhões apenas para aeroportos. Desde então, a companhia precisou cancelar algumas rotas e devolver aeronaves.

LEIA MAIS: DICAS PARA VIAJAR DE AVIÃO COM CRIANÇAS PEQUENAS
VAI VIAJAR DE AVIÃO? CONHEÇA ALIMENTOS QUE DEVEM SER EVITADOS

Batizada inicialmente como OceanAir, a Avianca opera no Brasil desde 1998. Desde 2004 ela é dona da companhia colombiana, que segue com a operação separada da brasileira e não está envolvida no processo de recuperação judicial. Atualmente, ela é a quarta maior empresa aérea do Brasil, atrás de Latam, Gol e Azul.

50 lugares para viajar

Na galeria, confira também os 50 melhores lugares para viajar, de acordo com o jornal americano The New York Times.