Crédito: Paulo Basso Jr.

As paisagens exuberantes do Loch Lomond, na Escócia

26 de junho de 2019

Por Paulo Basso Jr.

A região de Loch Lomond, na Escócia, e seu vizinho Trossachs National Park, ambos próximos à costa oeste do país, são destinos perfeitos e cheio de boas surpresas para quem viaja pela região.

Paulo Basso Jr.
Loch Lomond
Loch Lomond, na Escócia

 

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

De Edimburgo, são cerca de duas horas de carro até lá. Só é bom lembrar que, uma vez no Reino Unido, é preciso dirigir na mão inglesa, mas a CNH brasileira é válida na região e, acredite, a condução do lado oposto é mais fácil do que parece, desde que você se mantenha sempre à esquerda e dirija com prudência.

Loch Lomond, na Escócia

Em cerca de 30 minutos, me senti tão habituado ao volante que resolvi fazer um desvio até Stirling, cidade dona do castelo homônimo e com diversas referências a William Wallace, o cavaleiro escocês imortalizado pelo autor Mel Gibson no filme Coração Valente.

LEIA MAIS: EVENTOS TEMÁTICOS AGITAM O MÊS DO UÍSQUE NA ESCÓCIA
SEIS PASSEIOS PARA CURTIR O INVERNO EM EDIMBURGO, NA ESCÓCIA

Dali até Loch Lomond começam a se revelar, com grande intensidade, as espetaculares paisagens do interior da Escócia, que lembram muito as da Suíça, com vales cobertos por tons diferentes de verdes e que terminam em lagos cristalinos. Em vez de vacas com sinetas no pescoço, porém, quem dá o ar da graça ali são as ovelhas.

Paulo Basso Jr.
Loch Lomond
Hotel Monachyle Mhor, em Loch Lomond, na Escócia

 

Meu destino final era o Monachyle Mhor, um hotel-fazenda administrado por Tom Lewis, um conceituado chef escocês, e sua família. O local, à beira do Loch Voil, porta de entrada da célebre região escocesa das Highlands, é uma maravilha para quem deseja se esquecer de que o estresse existe.

Rústico e chique na medida certa, tem quartos amplos que misturam móveis antigos e até mesmo fogões a lenha com belas banheiras e toques de design moderno na decoração. O melhor de tudo, porém, é o tratamento personalizado da equipe, que não se priva de mimar o hóspede com quitutes locais, como biscoitos e pães frescos, ou então com dicas para tours de bicicleta ou caminhada pela região.

Paulo Basso Jr.
Loch Lomond
Autêntico bife escocês no Monachyle Mhor

Vista exuberante

Ali, bem na frente do hotel, se exibe o que muita gente considera uma das vistas mais belas da Grã-Bretanha, com dois lagos lado a lado que quase se tocam em meio a colinas que se assemelham aos fiordes da Noruega. Foi em meio a essa paisagem que degustei gins e uísques com ostras, preparadas por Lewis ali mesmo no jardim, sem muita cerimônia, mas com muito sabor.

Paulo Basso Jr.
Loch Lomond
Degustação de uísque e gin no Monachyle Mhor

 

O mesmo pode-se dizer do jantar com menu degustação de cinco cursos do hotel, elaborado com pratos que ressaltam as ervas frescas colhidas no próprio hotel e que levam à mesa os ótimos aromas sentidos ao longo da tarde durante as andanças pelas dependências do Monachyle Mhor.

Loch Lomond Shores e Glengoyne

Como estava de carro, também aproveitei a hospedagem nesta região privilegiada para circular pelas sinuosas estradas locais, que levam a lugares como o Loch Lomond Shores, uma espécie de shopping à beira do lago, onde há um charmoso iate-café ancorado.

Paulo Basso Jr.
Loch Lomond
Loch Lomond Shores

 

Outra boa dica é esticar até destilaria Glengoyne, já próxima a Glasgow, uma das maiores cidades da Escócia. Ali, dá para degustar alguns do uísques mais tradicionais do país e brindar uma viagem cheia de boas surpresas por essa incrível região britânica.

Paulo Basso Jr.
Loch Lomond
Destilaria de uísque Glengoyne

 

Obs: Trecho de reportagem originalmente publicada na revista Viaje Mais Luxo, da Editora Europa.