Tags

O ponto de partida do seu roteiro de viagem.

Notícias de Turismo

Dicas para viajar com bebês e crianças pequenas na pandemia

Créditos: Imagem de PublicDomainPictures por Pixabay

Por Lala Rebelo*

Depois de um ano seguindo quarentena extremamente rígida, aos poucos, estamos retomando à vida “normal”. Ainda bem! E quem ama fazer turismo não vê a hora de voltar a explorar lugares maravilhosos com a família. Mas quando o assunto é viajar com bebês e crianças pequenas, o medo é ainda maior. E não é pra menos: com os pequenos a bordo, os cuidados devem ser redobrados para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Eu que tenho dois filhos e sempre viajo com eles separei quatro dicas muito práticas para que as pessoas se sintam mais seguras e não precisem abrir mão da companhia de seus pequenos durante os passeios. Com os protocolos corretos, é possível viver momentos inesquecíveis em família em outra cidade ou país.

Dicas para viajar com bebês na pandemia

1. Máscaras: crianças podem ou não usar?

No Brasil, é obrigatório o uso de máscaras por crianças a partir de 3 anos (em alguns países, a regra é a partir de 2 anos). As máscaras cirúrgicas descartáveis são confortáveis e funcionam bem, mas os modelos de tecido duplo também são permitidos. Além disso, vale a pena destacar que já existe máscara infantil N95 ou PFF2 (os modelos mais seguros contra contaminação).

Aluguel de carro mais barato? Clique aqui para encontrar os melhores preços.

2. Proteção extra

Mesmo com máscara, nos momentos de embarque e desembarque no aeroporto, coloco nos meus filhos um chapéu com proteção facial. Me sinto mais segura assim.

E no caso do Miguel, meu filho mais novo, que ainda tem 1 ano e não pode usar máscara, deixo-o no carrinho com uma capa de chuva apropriada para carrinhos de bebê. Essa alternativa é muito prática enquanto temos que transitar pelo aeroporto (em momentos como check-in, embarque e desembarque).

Reserva de hotéis no Booking. Confira aqui as melhores opções no Brasil e no mundo.

3. Mãos e locais de contato sempre limpos 

Como bebês e crianças pequenas gostam de mexer em tudo, temos que nos desdobrar para tentar manter a higiene. Meu marido me acompanha em muitas viagens e adotamos uma estratégia juntos: um de nós embarca primeiro para fazer a limpeza das travas das mesinhas, janelas, cinto de segurança e tudo que possa ter contato com as crianças. Usamos lenços umedecidos desinfetantes ou com álcool 70. E claro, também aplicamos álcool em gel nas mãos deles durante toda a viagem.

Vai viajar de avião? Pesquise aqui as melhores opções de passagens aéreas.

4. Evite circulação na aeronave

Recomendo levar distrações para as crianças, como celulares, tablets e também brinquedos que não fazem barulho: livros, canetinhas, cadernos para desenho. Assim eles ficarão entretidos e não vão querer ficar caminhando pela aeronave. Afinal, quanto maior o contato com outras pessoas e objetos, maior o risco de contaminação. E não se esqueça: se presenciar alguém desobedecendo os protocolos de segurança, chame o comissário de bordo. É hora de um cuidado redobrado e coletivo.

*Lala Rebelo é é autora de um dos principais blogs de viagem do Brasil e conta com 230 mil seguidores no Instagram @lalarebelo. Com apenas 32 anos, já visitou quase 80 países e ensina como viajar com bebês e crianças de forma leve e prática.

 

    Informativo

    Cadastre-se e receba com exclusividade nossos conteúdos.