Crédito: Divulgação

4 monumentos da República Checa para conhecer no inverno

9 de março de 2018

Por Leo Alves

Quem pretende visitar a República Checa entre o inverno e o início da primavera pode ver muitos destinos fechados. Isso acontece porque todas as obras e reformas importantes são realizadas nesse período para preparar as atrações turísticas para a próxima temporada de verão.

De qualquer forma, existem alguns castelos e palácios que não fecham as portas e são boas opções para se visitar na República Checa em qualquer época do ano. Veja quatro exemplos.

Divulgação
Castelo de Karlštejn foi construído no século 14 e conta com estilo gótico |Divulgação
Castelo de Karlštejn foi construído no século 14 e tem estilo gótico

1 – A joia imperial de Karlštejn, na República Checa

A imponente residência do imperador romano e rei checo Carlos IV foi construída no século 16 como um castelo gótico, onde eram guardadas as joias da coroa, os restos sagrados e documentos nacionais. Graças à sua posição perto de Praga, hoje é um excelente destino para uma excursão de meio dia.

LEIA MAIS: KUTNÁ HORA, A SINISTRA CAPELA DE OSSOS
O QUE VISITAR NOS ARREDORES DE PRAGA

Ao viajar de trem desde o centro de Praga, chega-se em meia hora até a área abaixo do castelo. De fevereiro até o final de outubro, também é possível visitar a exposição do Tesouro de Karlštejn – cultura da corte imperial de Carlos IV. O tour pelo castelo Karlštejn pode ser realizado no inverno apenas nos fins de semana. Já primavera fica aberto todos os dias, exceto às segundas.

Uma boa dica para quem curte tirar fotos é ir ao castelo ao amanhecer, quando a luz dele e da cidade fica maravilhosa. Uma vez que você estiver em Karlštejn, aproveite para dar um pulo na pedreira vizinha de Velká Amerika (A Grande América ). É um lugar que pode proporcionar grandes fotografias.

Divulgação
Palácio de Hluboká |Divulgação
Palácio de Hluboká, na República Checa

2 – O palácio neogótico Hluboká

O palácio Hluboká, localizado na Boêmia do Sul, perto da cidade České Budějovice, é um lugar ideal para os amantes da história e de romance. O palácio, um dos mais bonitos da República Checa, abre todos os dias, exceto às segundas, bem como a maioria dos monumentos locais.

A vista fica especialmente bonita no inverno, com o palácio coberto de neve em meio ao parque paisagístico adjacente.

Divulgação
Palácio de Sychrov é mais uma opção que não fecha durante o inverno |Divulgação
Palácio de Sychrov é mais uma opção que não fecha durante o inverno

3- O majestoso palácio de Sychrov

Na região norte da Boêmia encontra-se o palácio neogótico Sychrov. É um dos poucos monumentos que abre quase todos os dias do ano para receber visitantes. Mesmo às segundas, o que é pouco tradicional na República Checa.

Durante a visita ao local, é possível presenciar como era a vida no século 19 em uma residência rural de uma família aristocrática rica. Os interiores neogóticos servem de cenário para belas fotos.

Divulgação
Palácios nos arredores de Lednice-Valtice também são opções para o período |Divulgação
Palácios nos arredores de Lednice-Valtice também são opções para o período

4- Os palácios da área de Lednice-Valtice

Na Morávia do Sul, também há diversas opções de monumentos para visitar nos meses mais gelados do ano. Aos finais de semana, por exemplo, vale a pena dar um pulo no palácio Lednice. Nos arredores, há um parque, uma barragens e o Rio Dyje, ótimos lugares para caminhar.

Ali é possível avistar não só os gêneros locais de aves aquáticas, mas também aqueles que vieram do norte da Europa para passar o inverno na região. O palácio e o parque ao lado fazem parte de um extenso complexo que, assim como o palácio de Valtice, estão inscritos na lista do patrimônio cultural da UNESCO.

Infelizmente, o palácio de Valtice não oferece visitas clássicas no inverno. No entanto, aos sábados você pode ver o teatro e a capela, ambos de estilo barroco, que fazem parte do conjunto arquitetônico.

No final da visita, vale conhecer ainda o National Wine Hall. Isso sem contar que, nas caves do palácio, dá para degustar os melhores vinhos produzidos na Morávia.