Crédito: Divulgação

No clima do GP Brasil: os autódromos mais importantes do mundo

14 de novembro de 2019

Por Leo Alves

Tradicionais, algumas pistas sempre são apontadas pelos fãs dos esportes a motor como os autódromos mais importantes do mundo. Elas são responsáveis por receber as principais categorias do automobilismo, reunindo milhares de espectadores durante vários períodos do ano. Algumas já não são mais sede de provas da Fórmula 1, por exemplo, mas continuam tendo importância para o mundo automobilístico.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Nesta galeria especial do Rota de Férias, confira os principais traçados do planeta. E se quiser conhecê-los de perto, há alguns que liberam a pista para os entusiastas acelerarem.

Autódromos mais importantes do mundo

  • Crédito: Divulgação
    Autódromo Internacional José Carlos Pace - Interlagos (São Paulo, Brasil): principal pista brasileira, o traçado paulistano existe desde os anos 1940. Recebeu o formato atual em 1990, quando voltou a receber a F1. Além dela, também recebe a Stock Car e diversas outras categorias do País
  • Crédito: Divulgação
    Autódromo Internacional José Carlos Pace - Interlagos (São Paulo, Brasil): principal pista brasileira, o traçado paulistano existe desde os anos 1940. Recebeu o formato atual em 1990, quando voltou a receber a F1. Além dela, também recebe a Stock Car e diversas outras categorias do País
  • Crédito: Divulgação
    Autódromo Internacional José Carlos Pace - Interlagos (São Paulo, Brasil): principal pista brasileira, o traçado paulistano existe desde os anos 1940. Recebeu o formato atual em 1990, quando voltou a receber a F1. Além dela, também recebe a Stock Car e diversas outras categorias do País
  • Crédito: Divulgação
    Autódromo Internacional José Carlos Pace - Interlagos (São Paulo, Brasil): principal pista brasileira, o traçado paulistano existe desde os anos 1940. Recebeu o formato atual em 1990, quando voltou a receber a F1. Além dela, também recebe a Stock Car e diversas outras categorias do País
  • Crédito: Divulgação
    Autódromo Hermanos Rodriguez (Cidade do México, México): pista com a maior atitude do calendário da Fórmula 1, esta pista já sediou a etapa mexicana da categoria em três períodos: de 1963 a 1970, depois entre 1986 e 1992, e retornando em 2015 até os tempos atuais
  • Crédito: Divulgação
    Autódromo Hermanos Rodriguez (Cidade do México, México): pista com a maior atitude do calendário da Fórmula 1, esta pista já sediou a etapa mexicana da categoria em três períodos: de 1963 a 1970, depois entre 1986 e 1992, e retornando em 2015 até os tempos atuais
  • Crédito: Divulgação
    Autódromo Hermanos Rodriguez (Cidade do México, México): pista com a maior atitude do calendário da Fórmula 1, esta pista já sediou a etapa mexicana da categoria em três períodos: de 1963 a 1970, depois entre 1986 e 1992, e retornando em 2015 até os tempos atuais
  • Crédito: Divulgação
    Autodromo Internazionale Enzo e Dino Ferrari (Ímola, Itália): é uma pista que não traz boas recordações aos brasileiros, por conta do acidente de Ayrton Senna. Teve o traçado alterado após o trágico GP de 1994, que também vitimou Roland Ratzenberger, recebendo a F1 até 2006. Mesmo com todas as fatalidades, ainda é uma das pistas mais importantes do automobilismo
  • Crédito: Divulgação
    Autodromo Internazionale Enzo e Dino Ferrari (Ímola, Itália): é uma pista que não traz boas recordações aos brasileiros, por conta do acidente de Ayrton Senna. Teve o traçado alterado após o trágico GP de 1994, que também vitimou Roland Ratzenberger, recebendo a F1 até 2006. Mesmo com todas as fatalidades, ainda é uma das pistas mais importantes do automobilismo
  • Crédito: Divulgação
    Circuit de Barcelona-Catalunya (Montmeló, Espanha): recebe a F1 desde 1991, além de ser também o local escolhido para os testes de pré-temporada. A MotoGP é outra importante categoria que utiliza essa pista, organizando o GP da Catalunha anualmente
  • Crédito: Divulgação
    Circuit de Barcelona-Catalunya (Montmeló, Espanha): recebe a F1 desde 1991, além de ser também o local escolhido para os testes de pré-temporada. A MotoGP é outra importante categoria que utiliza essa pista, organizando o GP da Catalunha anualmente
  • Crédito: Divulgação
    Circuit de Barcelona-Catalunya (Montmeló, Espanha): recebe a F1 desde 1991, além de ser também o local escolhido para os testes de pré-temporada. A MotoGP é outra importante categoria que utiliza essa pista, organizando o GP da Catalunha anualmente
  • Crédito: Divulgação
    Daytona International Speedway (Daytona Beach, EUA): recebe as 500 milhas da Nascar, uma das provas mais importantes da categoria, e também as 24h de Daytona dos carros protótipos do campeonato americano (IMSA)
  • Crédito: Divulgação
    Daytona International Speedway (Daytona Beach, EUA): recebe as 500 milhas da Nascar, uma das provas mais importantes da categoria, e também as 24h de Daytona dos carros protótipos do campeonato americano (IMSA)
  • Crédito: Divulgação
    Daytona International Speedway (Daytona Beach, EUA): recebe as 500 milhas da Nascar, uma das provas mais importantes da categoria, e também as 24h de Daytona dos carros protótipos do campeonato americano (IMSA)
  • Crédito: Divulgação
    Hockenheimring Baden-Württemberg (Hockenheim, Alemanha): atual sede do GP da Alemanha, foi nesta pista que Rubens Barrichello conquistou sua primeira vitória na F1, em 2000, seu ano de estreia pela Ferrari. Na época, o traçado ainda era o antigo, com grandes retas que cortavam a floresta. A pista foi reduzida em 2002, utilizando o mesmo formato até hoje
  • Crédito: Divulgação
    Hockenheimring Baden-Württemberg (Hockenheim, Alemanha): atual sede do GP da Alemanha, foi nesta pista que Rubens Barrichello conquistou sua primeira vitória na F1, em 2000, seu ano de estreia pela Ferrari. Na época, o traçado ainda era o antigo, com grandes retas que cortavam a floresta. A pista foi reduzida em 2002, utilizando o mesmo formato até hoje
  • Crédito: Divulgação
    Hockenheimring Baden-Württemberg (Hockenheim, Alemanha): atual sede do GP da Alemanha, foi nesta pista que Rubens Barrichello conquistou sua primeira vitória na F1, em 2000, seu ano de estreia pela Ferrari. Na época, o traçado ainda era o antigo, com grandes retas que cortavam a floresta. A pista foi reduzida em 2002, utilizando o mesmo formato até hoje
  • Crédito: Divulgação
    Indianapolis Motor Speedway (Indianapolis, EUA): com mais de um século de história, é o palco das tradicionais 500 Milhas da Fórmula Indy. Foi sede do GP dos Estados Unidos de F1 entre 2000 e 2007
  • Crédito: Divulgação
    Indianapolis Motor Speedway (Indianapolis, EUA): com mais de um século de história, é o palco das tradicionais 500 Milhas da Fórmula Indy. Foi sede do GP dos Estados Unidos de F1 entre 2000 e 2007
  • Crédito: Divulgação
    Indianapolis Motor Speedway (Indianapolis, EUA): com mais de um século de história, é o palco das tradicionais 500 Milhas da Fórmula Indy. Foi sede do GP dos Estados Unidos de F1 entre 2000 e 2007
  • Indianapolis Motor Speedway (Indianapolis, EUA): com mais de um século de história, é o palco das tradicionais 500 Milhas da Fórmula Indy. Foi sede do GP dos Estados Unidos de F1 entre 2000 e 2007
  • WeatherTech Raceway Laguna Seca (Monterey, EUA): uma das pistas mais tradicionais do país, ela é famosa pela desafiadora curva saca-rolha. Já recebeu diversas competições internacionais, como a MotoGP, Superbike e a extinta ChampCar, atual Fórmula Indy
  • WeatherTech Raceway Laguna Seca (Monterey, EUA): uma das pistas mais tradicionais do país, ela é famosa pela desafiadora curva saca-rolha. Já recebeu diversas competições internacionais, como a MotoGP, Superbike e a extinta ChampCar, atual Fórmula Indy
  • WeatherTech Raceway Laguna Seca (Monterey, EUA): uma das pistas mais tradicionais do país, ela é famosa pela desafiadora curva saca-rolha. Já recebeu diversas competições internacionais, como a MotoGP, Superbike e a extinta ChampCar, atual Fórmula Indy
  • Crédito: Maria Beatriz Vaccari/Rota de Férias
    O Rota de Férias, inclusive, já andou nesta pista. Confira o relato de nossa reportagem neste texto: https://bit.ly/2KWWt6y
  • Crédito: Divulgação
    Circuit de la Sarthe (Le Mans, França): outro templo do automobilismo e que realiza desde 1923 as 24 horas de Le Mans, prova mais importante do calendário do WEC, o mundial de endurance
  • Crédito: Divulgação
    Circuit de la Sarthe (Le Mans, França): outro templo do automobilismo e que realiza desde 1923 as 24 horas de Le Mans, prova mais importante do calendário do WEC, o mundial de endurance
  • Circuit de la Sarthe (Le Mans, França): outro templo do automobilismo e que realiza desde 1923 as 24 horas de Le Mans, prova mais importante do calendário do WEC, o mundial de endurance
  • Crédito: Divulgação
    Mônaco (Monte Carlo): não chega a ser um circuito, já que a corrida é realizada nas ruas da cidade. Mesmo assim, é um dos locais sagrados do automobilismo. Por ser uma pista de rua, é aberta para que qualquer pessoa percorra as famosas curvas do principado
  • Crédito: Divulgação
    Mônaco (Monte Carlo): não chega a ser um circuito, já que a corrida é realizada nas ruas da cidade. Mesmo assim, é um dos locais sagrados do automobilismo. Por ser uma pista de rua, é aberta para que qualquer pessoa percorra as famosas curvas do principado
  • Crédito: Divulgação
    Mônaco (Monte Carlo): não chega a ser um circuito, já que a corrida é realizada nas ruas da cidade. Mesmo assim, é um dos locais sagrados do automobilismo. Por ser uma pista de rua, é aberta para que qualquer pessoa percorra as famosas curvas do principado
  • Crédito: Divulgação
    Mônaco (Monte Carlo): não chega a ser um circuito, já que a corrida é realizada nas ruas da cidade. Mesmo assim, é um dos locais sagrados do automobilismo. Por ser uma pista de rua, é aberta para que qualquer pessoa percorra as famosas curvas do principado
  • Crédito: Divulgação
    Autodromo Nazionale Monza (Monza, Itália): palco do GP da Itália, a pista foi construída em 1922 e já recebeu a F1 em 68 oportunidades, desde 1950. É aqui que os italianos demonstram toda a sua paixão pela Ferrari, com enormes bandeirões e cartazes de devoção aos carros vermelhos
  • Crédito: Divulgação
    Autodromo Nazionale Monza (Monza, Itália): palco do GP da Itália, a pista foi construída em 1922 e já recebeu a F1 em 68 oportunidades, desde 1950. É aqui que os italianos demonstram toda a sua paixão pela Ferrari, com enormes bandeirões e cartazes de devoção aos carros vermelhos
  • Crédito: Divulgação
    Autodromo Nazionale Monza (Monza, Itália): palco do GP da Itália, a pista foi construída em 1922 e já recebeu a F1 em 68 oportunidades, desde 1950. É aqui que os italianos demonstram toda a sua paixão pela Ferrari, com enormes bandeirões e cartazes de devoção aos carros vermelhos
  • Crédito: Divulgação
    Autodromo Nazionale Monza (Monza, Itália): palco do GP da Itália, a pista foi construída em 1922 e já recebeu a F1 em 68 oportunidades, desde 1950. É aqui que os italianos demonstram toda a sua paixão pela Ferrari, com enormes bandeirões e cartazes de devoção aos carros vermelhos
  • Nürburing (Nürburg, Alemanha): recebeu por diversos anos o GP da Alemanha e o GP da Europa de F1. Seu traçado antigo, o Nordschleife, pode ser visitado por turistas, sendo permitido dar algumas voltas de carro pelas suas 154 curvas
  • Nürburing (Nürburg, Alemanha): recebeu por diversos anos o GP da Alemanha e o GP da Europa de F1. Seu traçado antigo, o Nordschleife, pode ser visitado por turistas, sendo permitido dar algumas voltas de carro pelas suas 154 curvas
  • Nürburing (Nürburg, Alemanha): recebeu por diversos anos o GP da Alemanha e o GP da Europa de F1. Seu traçado antigo, o Nordschleife, pode ser visitado por turistas, sendo permitido dar algumas voltas de carro pelas suas 154 curvas
  • Crédito: Divulgação
    Silverstone Circuit (Silverstone, Inglaterra): antigo aeroporto, a pista inglesa foi a responsável por inaugurar a Fórmula 1, tendo recebido o primeiro GP da história da categoria. É um dos circuitos mais tradicionais e importantes do mundo
  • Crédito: Divulgação
    Silverstone Circuit (Silverstone, Inglaterra): antigo aeroporto, a pista inglesa foi a responsável por inaugurar a Fórmula 1, tendo recebido o primeiro GP da história da categoria. É um dos circuitos mais tradicionais e importantes do mundo
  • Crédito: Divulgação
    Silverstone Circuit (Silverstone, Inglaterra): antigo aeroporto, a pista inglesa foi a responsável por inaugurar a Fórmula 1, tendo recebido o primeiro GP da história da categoria. É um dos circuitos mais tradicionais e importantes do mundo
  • Crédito: Divulgação
    Circuit de Spa-Francorchamps (Stavelot, Bélgica): recebe anualmente a F1, sendo uma das pistas favoritas dos pilotos. A temida curva Eau Rouge, feita na subida e em alta velocidade, é uma das mais conhecidas do esporte a motor
  • Crédito: Divulgação
    Circuit de Spa-Francorchamps (Stavelot, Bélgica): recebe anualmente a F1, sendo uma das pistas favoritas dos pilotos. A temida curva Eau Rouge, feita na subida e em alta velocidade, é uma das mais conhecidas do esporte a motor
  • Crédito: Divulgação
    Circuit de Spa-Francorchamps (Stavelot, Bélgica): recebe anualmente a F1, sendo uma das pistas favoritas dos pilotos. A temida curva Eau Rouge, feita na subida e em alta velocidade, é uma das mais conhecidas do esporte a motor
  • Crédito: Divulgação
    Suzuka International Racing Course (Suzuka, Japão): única pista em formato de 8, já decidiu diversos campeonatos. Foi aqui que Ayrton Senna conquistou seus três campeonatos (1988, 1990 e 1991). Recebe a MotoGP e diversas categorias locais, como a Super GT
  • Crédito: Divulgação
    Suzuka International Racing Course (Suzuka, Japão): única pista em formato de 8, já decidiu diversos campeonatos. Foi aqui que Ayrton Senna conquistou seus três campeonatos (1988, 1990 e 1991). Recebe a MotoGP e diversas categorias locais, como a Super GT
  • Crédito: Divulgação
    Suzuka International Racing Course (Suzuka, Japão): única pista em formato de 8, já decidiu diversos campeonatos. Foi aqui que Ayrton Senna conquistou seus três campeonatos (1988, 1990 e 1991). Recebe a MotoGP e diversas categorias locais, como a Super GT
  • Crédito: Foto: Divulgação
    Yas Marina Circuit: localizada em Abu Dhabi, a pista geralmente fecha a temporada da F1
  • Crédito: Foto: Divulgação
    Yas Marina Circuit: localizada em Abu Dhabi, a pista geralmente fecha a temporada da F1
  • Crédito: Foto: Divulgação
    Yas Marina Circuit: localizada em Abu Dhabi, a pista geralmente fecha a temporada da F1
  • A pista de Macau, ao sul da China, recebe anualmente uma das principais provas da Fórmula 3
  • A pista de Macau, ao sul da China, recebe anualmente uma das principais provas da Fórmula 3, além de outras categorias
  • A pista de Macau, ao sul da China, recebe anualmente uma das principais provas da Fórmula 3

LEIA MAIS: PILOTE NA PISTA DE FÓRMULA 1 DE ABU DHABI
OS ENCANTOS E AS AVENTURAS DO DESERTO DE DUBAI E ABU DHABI