Crédito: Divulgação

10 vinhos do Alentejo para provar em uma viagem a Portugal

5 de setembro de 2018

Por Redação

Setembro é tempo da colheita das uvas na EUropa. Este período também é chamado de vindima e marca o início da produção dos vinhos em lugares como o Alentejo, em Portugal. Nesta época, o destino fica repleto de programações exclusivas, que vão desde a colheita até a pisa das uvas.

Tudo é feito com muito carinho e alegria, já que o período da vindima é um momento de festa para aqueles que cuidaram das vinhas o ano todo. Para aproveitar esta fase, não há nada melhor que provar alguns dos rótulos alentejanos. Confira a seguir 10 opções para experimentar durante uma viagem a Portugal.

1- Malhadinha

É o mais famoso rótulo da Herdade da Malhadinha Nova, que nasceu com o sonho de produzir o melhor vinho do mundo. O Malhadinha tinto é feito a partir de diversas castas e apresenta um aroma complexo e de paladar cheio.

2- Torre de Palma

Em Monforte, o Torre de Palma mostra que é possível, sim, ser muito bom em várias coisas. A vinícola funciona como um hotel de primeira linha, que oferece muita qualidade e conforto aos seus hóspedes, e também é um orgulhoso produtor de vinhos de alto nível, sejam eles tintos ou brancos.

3- Torre

O Esporão é um respeitado produtor português de vinhos, que está entre os mais conhecidos da região alentejana. O Torre é um de seus rótulos tintos, memorável, icônico e muito original. Feito com uvas colhidas manualmente e envelhecidas em barricas de madeira francesa, garante um sabor único.

LEIA MAIS: FESTA DO VINHO AGITA A ILHA DA MADEIRA, EM PORTUGAL
CONHEÇA O NOVO HOTEL DE LUXO DO ALENTEJO, EM PORTUGAL

4- Equinócio

Vinho branco de personalidade, o Equinócio é uma bebida que foi criada no Cabeças do Reguengo. Esta é uma propriedade empenhada em fazer slow wines. A quinta familiar recupera o sistema agrícola tradicional e aposta nos elementos da natureza.

5- Invisível

O Invisível é um dos projetos originais da Ervideira. A curiosidade é que ele consiste em um vinho branco feito com uvas tintas. Isso é possível graças ao uso de gotas de suco da uva tiradas sem esmagar a fruta ou usar a casca.

6- Monte dos Amigos

Fáceis de beber, os vinhos Monte dos Amigos foram desenvolvidos pela Casa Relvas para celebrar a amizade. Tinto, branco ou rosé são boas indicações para acompanhar uma roda de conversa.

7- Monsaraz

Este rótulo da Carmim conta com diversas variações de tinto. Se o clássico é macio e redondo, o Monsaraz Millennium tem taninos firmes e final de prova prolongado. O Reserva, por sua vez, é amplo e profundo, enquanto o Cabernet Sauvignon é potente e fresco. São inúmeras opções para agradar qualquer enófilo.

8- Arché

Este não é um vinho, mas uma aguardente vínica, produzida pela Herdade do Sobroso. Feita com destilação lenta e harmoniosa, e envelhecida durante mais de 10 anos em barricas de carvalho francês, tem alto teor alcoólico, aroma de vinho e notas de especiarias.

9- Herdade dos Grous Moon Harvested

Esta edição nasce da aplicação de conhecimentos ancestrais, que dizem que os ciclos da Lua interagem com o desenvolvimento das plantas. Por isso, suas uvas foram colhidas manualmente na fase lunar mais adequada, resultando em uma bebida de cor rubi profunda e sabor rico.

10- Marquês de Borba Branco

Para preservar a frescura, as uvas são colhidas de manhã cedo e vão direto para pequenas caixas, começando assim a produção de um vinho branco de acidez bem marcada e casada, desenvolvido pela adega João Portugal Pramos.